Escassez de endereços IP na Europa


Com a alocação do último lote de 16 milhões de endereços IP, o RIR(Regional Internet Registry) Europeia começa uma contagem regressiva para o sistema IPv4. Segundo o órgão internacional, Internet Assigned Numbers Authority(IANA), que é responsável pela gestão desses endereços, existem endereços IP livres, mas na última distribuição de lotes, foi dada preferência as economias emergentes da Ásia. Os sete lotes de 16 milhões cada, foram divididos dessa forma, três lotes para Ásia e os outros quatro divididos pela África, América do Sul, America do Norte e Europa, para que a RIR de cada bloco gerisse sua própria cota. Apesar de ter recebido 3 lotes, a Ásia foi a primeira a chegar ao último lote, seguido agora, pela Europa.

Existem soluções técnicas para o problema, como o uso do IPv6, mas com tal troca, as máquinas com a versão nova não poderiam ver os sites com a antiga versão IPv4. Se cogita no uso provisório de ambas as tecnologias como num sistema hibrido, mas isso não traria a solução ideal para o problema e futuramente seria abandonado.

O IPv6 foi criado e implantado a anos, mas para substituir a versão atual deverá ter um prazo mínimo estipulado de 10 anos, o que suplantaria em muito o que se espera o prazo para se findar os domínios em IPv4. Antes de 2010, quando a RIR europeia alocava endereços de IP, se estipulava um prazo de 2 anos para que o mercado os alocasse. Durante 2010, esse prazo caiu consecutivamente para um ano, depois seis meses e agora três meses. O órgão agora passou a exigir que as novas redes dessem prova de que estariam implantado sistemas que funcionem na nova versão de IP para serem capacitadas a realizar seu registro.

As medidas de restrição para adotar endereços IP se faz tardia, com isso se começou a operar um comercio paralelo de IPs, no qual a América do Norte já movimentou 26,3% do seu mercado,  apenas no primeiro semestre de 2012. Os órgãos oficiais reclamam que este método acaba dificultando o rastreio e a segurança desses endereços, pois muitos não informam a eles, sobre a troca dos proprietários de registros.

Algumas empresas já “estocam” endereços IP, como no caso da Microsoft ao adquirir, a peso de ouro, a massa falida da Nortel Telecomunicações, com essa medida, ela garantiu os endereços de IP e escapou das regras dos registros regionais.

O conflito está na chamada “herança”, os registros regionais não possuem regras claras que possam definir a propriedade de um IP que foi adquirido de outro proprietário, se o domínio pode ser de algum modo desvinculado ou tem de ser vendido em um único lote, com toda a empresa.

Apesar dos equipamentos que estão sendo vendidos atualmente darem suporte tanto para IPv4 ou para IPv6, a transição está ocorrendo de forma lenta e parece ser inevitável um “apagão” na versão antiga, que não parece dar provas de que esta pronta para ser substituída.

Fonte: Le Monde

2 Comentários

  1. there are lots of bad posts around internet, so it’s very good that i found your website which is so good. lista de email lista de email lista de email lista de email lista de email


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s