O vídeo matou o astro do rádio

Uma música ou uma previsão

Video Killed The Radio Star é uma canção da banda de pop rock inglesa The Buggles, e incluída no primeiro disco da banda, The Age of Plastic (1980). Foi também o primeiro videoclipe a passar na MTV Americana. Em 1980 o fonograma foi cedido gentilmente para a “SIGLA” (sistema Globo de gravações audio visuais ltda) pela gravadora “ARIOLA” para o LP – Excelsior, a máquina do som vol. 9 – Som Livre. (obs. dados retirados da capa do Lp/vinil da época).

Ouvi uma nova versão dessa música, na época em que foi lançada, foi até mesmo tida como uma previsão para as grandes mudanças que viriam. A letra chega a ser um lamento por uma época que termina, pelos artistas que estavam sendo retirados de cena e também expoe aquilo que advém, a tecnologia.

A palavra de ordem é realmente “mudança“, tudo o que ocorreu em seguida não possui mais o rótulo de “perene”. Altera sempre e para se manter nas paradas a ordem é “renovar”. Os artistas não possuem mais um estilo fixo, acompanham a maré das novas tendencias. Um exemplo disso seria a carreira de David Bowie que após um longo jejum, apelidado de Camaleão do Rock, volta a parada de sucessos de forma re-estilizada. Essa formula seria já conhecida das divas, como Madonna e Lady Gaga, em que escandalizar pode dar mais ibope do que realmente fazer “música’.

A hora do impasse

As novas tecnologias, como o DVD, a internet, o MP3, os Smartphones e outros, contribuem com uma nova forma de divulgação dos artistas, que chances teria Psy de ser conhecido no mundo todo antes da internet. De um lado é maravilhoso ter novas oportunidades, mas de outro fica o “fantasma” da pirataria. Os artistas ficam na corda bamba entre o lucro e o agradar os fãs. Apesar do que se é divulgado pela mídia, será  mesmo que tudo que é vendido de um certo cantor é realmente repassado a ele!? As gravadoras não costumam divulgar suas contas.

“Milhares de pessoas cultivam a música; poucas porém têm a revelação dessa grande arte.” Ludwig von Beethoven

Anúncios