O partido e o governo

Aonde está a divisão?

A minha pergunta se refere as manifestações da opinião de um certo partido de oposição que há vinte anos entrou no governo e agora impõe uma falsa “democracia” e se diz vítima. Nos monitores  do sistema de transporte de São Paulo aparece uma propaganda dizendo, conhecer para não repetir, que fala sobre o que chama de “Golpe Militar de 64” e que este teria implantado uma ditadura civil-militar e que teriam sido cometidos “muitos” abusos contra os direitos humanos.

A Contra Revolução de 1964 foi feita para se evitar uma ditadura comunista aos moldes da antiga União Soviética, Cuba e China. Se houve violência, não se pode negar mas ocorreu de ambas as partes. Detalhe este sempre omitido por este partido e por seus apoiadores. Como também que os militares não foram derrubados, eles sairam do governo e permitiram que fosse possível se montar uma estrutura democrática de tão grande amplitude que até mesmo os seus opositores pudessem chegar ao governo. Não seria tão simples deixar como herança, medidas administrativas e leis que impedissem que “certas pessoas” chegassem ao poder, como antigos guerrilheiros e terroristas.

Mas o que me preocupa nesse momento é, pode a máquina administrativa ser usada para propagar as idéias de um grupo em detrimento aos demais, o nosso dinheiro coletado na forma de impostos ser a fonte pagadora desse tipo de propaganda?

A revolução, se quiser resistir, deve permanecer revolução. Se se transforma em governo, já está falida… Os lugares que deixaram de ter uma revolução permanente recuperaram a tirania.” Fonte – Aprire il fuoco Autor – Bianciardi , L.

Anúncios

Para que existe o Nacional Socialismo?

Quando o confronto não é a única forma

Na caótica e moribunda Grécia, chamou a atenção um grupo de partidários do Partido Amanhecer Dourado. O partido de ideologia neo-nazista distribui comida em uma praça de Atenas para cidadãos gregos que foram afetados pela crise financeira que assola seu país.

Como o ato foi em benefício a pessoas e não tinha nada de violento ou fosse uma ação contra o patrimônio, não restou muito para os críticos de plantão falarem, a não ser quanto ao critério de distribuição. As pessoas que recebiam os alimentos tinham de mostrar os documentos que comprovem a cidadania grega.

Nada mais coerente, nenhuma assistência social é criada para suprir as necessidades de estrangeiros e o partido é “nacional” o que demonstra seu objetivo em pró a nação grega. Se fosse uma entidade religiosa, ninguém estranharia fazerem campanhas em pró membros de sua religião, como fazem os mórmons nos Estados Unidos. Como é difícil conseguir um Green Card nos Estados Unidos, ou vocês acham fácil?

O partido Amanhecer Dourado possui uma bancada de 18 deputados em uma câmara de um total de 300, mas aparentemente seu papel na sociedade grega tem aumentado. Os críticos chamaram a escolha de critério do partido de Xenófoba (aversão a estrangeiros) e racista. Mas na reportagem não mostra se houve discriminação étnica, apenas pediam que os cidadãos fossem gregos.

O neo-nazismo é uma forma de manutenção de algumas ideias do Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores da Alemanha, que ficou conhecido como NSDAP, sua ideologia mesclava um controle parcial do mercado de trabalho, uma ditadura governamental e formas de distribuição de renda e trabalho. O pensador econômico em que se espelharam foi Keynes, sendo a primeira vez na história que um país adotou o sistema keynesiano de administração. O sistema caiu em desgraça com a derrota de Hitler na II Grande Guerra Mundial.

Caros leitores, desculpem estar eu fazendo o papel de “advogado do diabo”, mas se a ação não é ilícita, criminosa ou de qualquer foma, violenta, deve ser aceita e copiada, cada um é livre a escolher o seu critério. Cade os outros partidos que nada fazem, um país em crise como a Grécia possui um grave problema de corrupção  em seus escalões. Ou dar benefícios a quem é seu amigo é mais humano do que dar a quem é seu compatriota?

Fonte: El País

“A violência, seja qual for a maneira como ela se manifesta, é sempre uma derrota.”
( Jean-Paul Sartre )

Google é bloqueada na China

Devido ao Congresso do Partido

Os serviços do Google, Google Maps e Gmail estão impedidos para os chineses desde o início do 18 Congresso do Partido Comunista, nesta sexta e sábado. Conforme confirmou a empresa. Este Congresso tem por finalidade escolher os novos dirigentes do Governo.

Segundo Cristhine Chen, porta voz do Google, não foram encontrados nenhum problema técnico em seu sistema, e que a príncipio, estavam especulando um bloqueio por parte do governo ou por ataque de Hackers, oriundos da China.

As medidas de segurança desse Congresso são tantas, que até pombos correios e balões estão proibidos, assim como os reportes estrangeiros, a internet teve a velocidade reduzida e parece ter se criado um padrão. Há duas semanas, o site do New York Times foi bloqueado em território chinês, depois de um artigo sobre a riqueza do Primeiro-ministro chinês.

O Youtube é bloqueado na China desde 2009, e os serviços do Gmail são parcialmente liberados, sendo bloqueados eventualmente, dependendo das notícias do momento. Mas não é a primeira vez que o Google tem problemas no pais, em 2010, informou ter sido vítima de diversos ataques de hackers chineses, o que fez ele mudar a Central de dados em língua chinesa (mandarim) e o trafego para Hong Kong.

Fonte: The New York Times