Maiores erros da humanidade

Todas as paixões nos levam a cometer erros, mas o amor faz-nos cometer os mais ridículosFrançois La Rochefoucauld

Não é possível enumerar os erros humanos dos últimos 6 mil anos, porém podemos notar algum padrão nesses acontecimentos:

1- Nada é novo – o primeiro erro do homem é no momento em que defini que algo é novo, procure na história e encontrará semelhanças e analogias muitos estranhas. Desconfie sempre dessas palavras: coincidência e acidente.

2- Alguém conhece o que você sabe: definir que aquilo que você possui na mente seja de conhecimento das outras pessoas normalmente levam a se cometer muitos erros de julgamento. primeiro verifique se estão todos na mesma sintonia.

3- Meu erro merece perdão: os egoístas sempre pensam assim, mas no momento de julgar os outros mudam de opinião e propõem algum castigo. Quem o faz a outro, o receberá de volta. Basta lembrar a oração do “Pater Noster”, (Pai nosso) que diz, “perdoe nos assim como nós perdoamos”.

4- Não preciso de limites: muitos gostam do esterótipo do clichê de rebelde, podem ser em livros, filmes ou em qualquer história. Mas se esquecem que a vida não é assim, moramos dentro de uma sociedade humana e isto, por si só, impõe muitos limites.

5- Desprezar o conhecimento humano: por melhores que sejam os métodos, os equipamentos e a tecnologia usada, não se deve desprezar as nossas origens. Por isso, em diversas civilizações, o papel do idoso é o de guardião do conhecimento, ou seja, uma pessoa que sabe o que precisa e está numa idade em que não é mais “escravo de suas paixões.”

Eu não me envergonho de corrigir os meus erros e mudar de opinião, porque não me envergonho de raciocinar e aprenderAlexandre Herculano

Para um legítimo Pretzel Bávaro

Proteção de origem para o famoso pão alemão

Agora, o Pretzel está no selecto grupo de produtos que são protegidos pela produção de origem ou indicação de procedência: “diferente da simples indicação de origem, garante exclusividade de uso a um grupo de pessoas, em razão da reputação que a região obteve na produção de um bem ou na prestação de um serviço, de qualidades ou de outras características atribuídas a sua origem. Tal  distinção os torna relativamente únicos, permitindo uma melhor competividade ou maiores ganhos à cadeia produtiva de onde se origina.” Como o champagne francês, o café brasileiro ou presunto de parma.

Foi decidido que somente o produto que for fabricado no estado do sul da Alemanha da Bavária é que poderá ser denominado Pretzel Bávaro (“Bayerische breze”), segundo um comunicado feito nos Estados Unidos na última sexta-feira. O anúncio, de dar água na boca, descrevia-o como: ” caracteriza-se por um massa saborosa com um breve e nítido som crocante e uma textura suave e macia”.

A indicação geográfica se refere as padarias bávaras e o produto com a forma de braços cruzados em oração e  coberto com sal grosso, queijo, papoula, gergelim, abóbora ou sementes de girassol.

Produtos fabricados e vendidos fora dos Estados Unidos com a denominação de Bávaros não serão afetados por essa decisão.

Fonte: The Guardian

A origem dos Stormtroopers

Stormtroopers e Oficial

As tropas do Partido  Nazista

Apesar do capacete com mascara e as articulações de robô, os soldados e oficiais do famoso exército de Darth Vader, indubitavemente tem uma origem nas tropas de assalto da antiga, NSDAP, o partido nazista alemão que foi o responsável por lançar Adolf Hitler para a história.

As tropas alemãs se chamavam “Sturm Abteilung”, o que poderia ser traduzido como “Batalhão Tempestade”, uma tropa criada para a proteção dos candidatos do partido e para enfrentar as outras tropas dos demais partidos, como os  comunistas.

Seus membros eram ex combatentes da I Grande Guerra, que por causa do Tratado de Versalhes, perderam sua posição no exército alemão que estava limitado, neste momento, a 100.000 soldados e proibido de ter uma força aérea. Alguns heróis de guerra vieram a integrar essa tropa, o que deu maior notoridade popular, como Ernest Roehm, seu primeiro líder. Muitos integrantes dessa tropa acabariam se tornando membros importantes do Partido quando este chegou ao poder em 1933, com a ascensão de Hitler a chanceler da Alemanha.

Surgiram na decada de 20, durante a decadência da chamada “República de Weimar”, quando as disputas políticas se tornaram violentas e a crise após a derrota na I Grande Guerra abalou todo o sistema produtivo e econômico alemão, com direito, até mesmo a alguns golpes.

Stormtroopers da Estrela da Morte

Stormtroopers

O seu nome significaria Tropas Tempestade, o que já começa ser uma grande coincidência e agora um resumo da sua história:

“É montado a partir dos clones que participaram da derrubada da República, o que acarretou na formação do Império Galático, sendo assim formada por unidades mais inteligentes e mais capazes de obedecer às ordens propostas pelos oficiais do império tais como Grand Moff Tarkin e Capitão Piett.

Há rumores de que quando surgiu o batalhão 501, o Imperador mandou matar todos os outros clones que serviam à República. O Imperador Palpatine teria feito tal ordem para não deixar nenhum rastro e nenhuma ideologia da República. Somente clones que tivessem ideais a favor do Império restariam. Os stormtroopers, porém, não são todos clones, há também pessoas nascidas naturalmente e recrutadas pelo Império.

Os stormtroopers são treinados para diversos tipos de terreno como deserto, terrenos gelados (como o planeta Hoth) e florestas (como a lua de Endor). Cada tropa é treinada para agir em cada tipo de terreno e recebem nomes diferentes como: Snowtrooper (tropas para terrenos gelados), Sandtrooper (terrenos desérticos) e Scouttrooper (tropas especiais para explorar a galáxia a serviço do Império ou até mesmo para servirem como espiões do Império. Esses foram vistos em Endor em suas motocicletas chamadas de “swoop bikes”) e Death Star Trooper (tropas que monitoram a Estrela da Morte e que geralmente não são clones).”

Soldados da SA

Esta explicação acima é da Wikipédia, como podem ver, existem muitas semelhanças, como o início em uma República e seu posterior papel no Império, que na Alemanha, se tornou o III Reich, o que significa 3º Império. Quanto a versatilidade das tropas, lembra em muito as Waffen SS. As SS (Shultz Staffel) ou Esquadrão de Proteção eram os guarda-costas do Chanceler alemão, mas que devido a seu crescimento se tornou um importante integrante das forças armadas alemãs. Na invasão da Polônia, estes soldados começaram a lançar moda, com o uso de uniformes camuflados, o que era inédito em um exército regular. Para cada região em que atuavam, tinham uma vestimenta apropriada, como na geladas terras do norte europeu e no escaldante deserto do Saára, com os Africa Korps, com um uniforme caque.

Os Death Star Trooper não possuem mascara, apenas capacete e o uniforme negro lembra o uniforme oficial dos soldados da SS, como também os tripulantes das naves do império com um uniforme cinza escuro e com um detalhe, as calças extremamente largas no quadril e usando quepes, bastante semelhante com os alemães.

Tropa SS em seu uniforme tradicional negro