Dicas de Linguagem: para te ouvirem melhor.

66516130-e1472134205926-1024x576

Emma Watson realizou um impressionante discurso na sede das Nações Unidas.

“Geralmente levo mais de três semanas para preparar um discurso de improviso” Mark Twain.

A pergunta é, como melhorar o discurso para que a sua mensagem chegue de forma mais convincente?

Quando se fala da importância da voz, lembra-se do psicólogo norte-americano Albert Mehrabian que criou a formula 7-38-55, que significa que o que falamos corresponde a 7% da primeira impressão, 38% correspondem a como dizemos, o som da voz, a velocidade e a ênfase; e 55% fica com a aparência.

Depois de publicado seu trabalho Mehrabian esclareceu que inicialmente se tratava de comunicações interpessoais e não apenas para comunicações profissionais (grupos de trabalho).

A voz é o fator decisivo para definir qual a forma com que o conteúdo seja recebido, como cita o pesquisador  Walter Sendlmeier de Berlin, “A voz é um fornecedor muito importante de informações que vão muito para além do conteúdo do que é dito também” e ressalta “depende muito de como nós falamos”, ele comprova isso com estudos de discursos de políticos, que tendo muitas vezes o mesmo conteúdo, acabam dando resultados até mesmos opostos entre um e outro, como nos discursos de conferência de partidos.

O resultado pode até soar “triste”, pois não importa o valor daquilo que dizemos, mas sim a forma como o fazemos. Porém na opinião de Bettina Schinko, coaching de Comunicação e Discursos de Berlin, “Pela primeira impressão pode ajudar uma voz treinada, mas a longo prazo, vemos através disso quando alguém é apenas um bajulador”.

Uma voz boa e experiente não é um substituto para o conteúdo, mas você pode ajudar a melhor transportá-la, para ser ouvida e compreendida.

O que fazer para manter a voz saudável?

  • como-cuidar-da-vozBeba bastante água (em temperatura ambiente) enquanto estiver falando, em pequenos goles. Um corpo permanentemente hidratado significa pregas vocais hidratadas e com melhor flexibilidade e vibração. O ideal é ingerir de 7 a 8 copos por dia, porem, a cor da urina (clara) pode auxiliar no controle de uma hidratação adequada.
  • Preocupe-se em manter uma alimentação equilibrada, sem grande numero de horas em jejum, mastigando bem cada alimento a ser ingerido.
  • Coma maçã, pois é adstringente e limpa o trato vocal. Além disso, sua mastigação exercita a musculatura responsável pela articulação das palavras.
  • Use roupas confortáveis e de tecidos que absorvam a transpiração. Roupas leves e folgadas são idéias para quem trabalha com a voz. Sapatos confortáveis favorecem a postura correta.
  • Sono regular, momentos de lazer e atividades físicas adequadas também contribuem para uma boa produção vocal.
  • Procure respirar sempre corretamente, levando ar até o abdômen e expandindo as costelas. Não eleve os ombros e o peito como se fosse um pombo. E o abdômen que tem de se expandir como se estivesse cheio de ar.
  • Enquanto estiver falando, mantenha a postura de corpo ereta, no eixo, porem relaxada, principalmente a cabeça.
  • Evite competir com ruídos externos durante a fala. Fique atento a eles e procure não aumentar o volume de sua voz na tentativa de superá-los.
  • Tente não gritar. Se for possível, opte sempre pelo microfone ao falar em publico.
  • Fale pausadamente e de maneira correta, articulando bem as palavras, mas sem exagero.
  • Ter audição normal é importante, pois o monitoramento vocal é realizado pela audição.
  • Ao sentir vontade de tossir ou pigarrear, respire profundamente pelo nariz e engula a saliva várias vezes ou beba água, pois essas ações provocam um forte atrito nas pregas vocais, irritando-as.
  • Para diminuir a tensão na região dos ombros e do pescoço, boceje e espreguice diversas vezes ao dia.
  • Após o uso intenso da voz, procure permanecer em repouso vocal por algum tempo.
  • Outro fator importante é o ambiente de trabalho. Procure discutir com seus colegas e chefes meios que possibilitem um ambiente de trabalho agradável, capaz de diminuir a tensão e favorecer o diálogo. Uma voz saudável é resultado de cuidados individuais e de ações ambientas.

“Veja o discurso dos políticos: são todos otimistas; grandes canalhas são sempre otimistas e simpáticos, caso contrário não dão o golpe que querem dar. Mas hoje em dia, o otimismo é um modo de se vender no mundo.” Luiz Felipe Pondé

Baseado no artigo “Wenn du diese Sprechtipps beachtest, hören dir andere besser zu” de Manuel Bogner e Leon Krens na Ze.TT e nas dicas do site Clube da Fala do Rio de Janeiro.

As omissões de Obama!!!

O que faltou no longo discurso do Presidente

Quando o presidente norte-americano Barack Obama realizou seu discurso com as alterações que iria realizar no famoso órgão de espionagem NSA, ele omitiu alguns pontos importantes. Segundo a central de notícias do Pravda (Rússia), estas seriam as cinco principais omissões:

1- Todos os programas de coletas de dados:

Segundo o grupo interno de estudo criado pelo próprio Presidente, recomendou-se a retirada das mãos da NSA de todo o banco de dados criado a partir da coleta de dados telefônicos dos usuários americanos, mas e quanto aos dados retirados pela internet e que são destinados a criação de gráficos que está previsto na secção 702 da Lei FISA [orig. Foreign Intelligence Surveillance Amendments Act / aprox. “Emendas à Lei da Vigilância Contra Atividade da Inteligência Estrangeira”]? E quanto a coleta de milhões de lista de contatos enviados e recebidos por norte-americanos?

Esta última parte não foi mencionada em seu discurso, mas está sendo defendida pelo governo.

2- O Defensor Público, no Tribunal FISA

Apesar do mesmo grupo criado por Obama e os especialista consultados recomendarem a criação de um defensor público para estar presente nas secções do Tribunal FISA, o governo norte-americano apenas disse que poderia manter um grupo de especialistas para comparecer as secções secretas, mas que esse grupo não iria atuar na maioria dos casos.

O governo diz que seria um custo adicional muito alto, manter esse defensor público para todos os pedidos de vigilância que os orgãos de inteligência americanos possam realizar. Um funcionário que pediu para se manter anônimo, defendeu esse ponto, dizendo que até em casos da justiça criminal ‘comum’, quando o governo pede autorização para vigiar alguém, o juiz pode decidir sem ter de ouvir nenhum advogado da parte contrária ou qualquer tipo de Defensor Público.

Em carta, o próprio Tribunal FISA, reiterou essa posição e considera contra-producente a criação de um defensor público em suas secções.

3- As ações da NSA podem prejudicar as encriptações e as medidas de segurança

Nos documentos revelados por Snowden, mostraram que as ações da NSA visavam diminuir a proteção e a criptação de dados em programas que os usuários consideravam seguros. Apesar das negativas de diversas empresas, foi se provado a existência das chamadas “portas dos fundos” em programas de segurança e que os agentes da NSA pagaram cerca de R$ 10 milhões de dolares para a empresa de segurança RSA, em um contrato secreto,  para que ela enfraquecesse protocolos de segurança em encriptação.

O grupo de pesquisas, como sempre, apoiou o fortalecimento das medidas de segurança e dos protocolos de encriptação usados em programas disponibilizados para o público em geral. Apesar de não aparecer no discurso, um porta-voz da Casabranca disse que o governo está trabalhando nisso mas até agora apenas nomeou um assessor especializado em cyber-segurança para realizar um estudo a esse respeito.

Segundo o especialista Daniel Castro: “O presidente deve dizer claramente, sem ambiguidades e sem margem para dúvidas, que a política do governo dos EUA visa a fortalecer, não a enfraquecer, a ciber-segurança, e que renuncia a todas as práticas correntes nas agências de inteligência que visem a introduzir ‘portas do fundo’ e ‘pontos vulneráveis’ em produtos vendidos a consumidores”.

4- Revisão Judicial das Cartas da Segurança Nacional [National Security Letters, NSL]

As NSL são as ferramentas pelas quais os agentes do FBI conseguem, sem a devida uma autorização judicial, interpelar empresas de informações para que essas forneçam dados de seus clientes. Essas cartas obrigam os agentes a não revelarem o conteúdo dos dados recebidos nem mesmo para os investigados e sem data prevista para que possam ser acessados por qualquer interessado.

Esse procedimento foi um dos que o grupo pediu para ser alterado, contudo, o Presidente em seu discurso apenas pediu uma maior “transparência” nos trabalhos da NSA, mas não se referiu a uma supervisão judicial ou sobre a necessidade da aprovação de um juiz.

5- As conexões entre data-centers

Os documentos revelados por Snowden mostram que a NSA pode recolher milhares de dados de usuários através dos links entre data-centers de grandes empresas como Google e Yahoo, pois estes estariam “propositalmente” inseguros. No discurso, não houve referência a essa questão e um porta-voz da Casabranca contatado pelo Pravda não quiz comentar.

Fonte: Pravda.ru

Pseudointelectuais

O discurso é maior que o conteúdo

Falsos Profetas

Muito se fala a respeito sobre pseudointelectuais, termo que se torna até um pejorativo. Alguns dão explicações, as mais variadas, como se o tamanho do conhecimento fosse um balão a ser inchado. Quanto mais inchado, mais conhecimento. Outros falam de atividades intelectuais e culturais, como defesa de mestrados e doutorados, mas o que os pseudointelectuais fazem mesmo, é falarem de si mesmos, como se fossem o sol e tudo girasse a sua volta.

Agora, realmente, vamos inverter a situação, o que um intelectual. Quem pode deter a posse de algo que não pode ser medido ou pior, não tem fim. O conhecimento é algo imensurável e que não pode ser contido, todo dia se aprende algo novo e todo dia algo se renova. Entretanto, a atividade intelectual pode ser regida ou disciplinada através de regras e de um autocontrole, mas como definir o que é certo, e o que é errado?

Ao acompanhar homens de sucesso e com grande fama de serem intelectuais chegamos a algumas conclusões em comum: como que, o que eles fizeram, muitos já sabiam, mas não tiveram coragem de realizar, ou confessam que os conhecimentos que utilizaram para montar seus projetos não eram nada extraordinários e que chegaram à novas respostas apenas com uma outra maneira de ver o problema. Um novo ponto de vista pode ser a diferença.

Outra questão importante, o bom senso. Como no caso daquela famosa oração de Reihold Niebuhr:

“Concedei-nos Senhor, Serenidade necessária, para aceitar as coisas que não podemos modificar, Coragem para modificar aquelas que podemos e Sabedoria para distinguirmos umas das outras…”.

Acredito ser essa uma boa definição de bom senso com um outro ponto, igualmente importante, vigilância, ou seja, devemos nos vigiar sempre para termos a capacidade de julgar com bom senso.

Estudar sempre. Aproveitar a elasticidade da capacidade do cérebro ao máximo. Como dizem, conhecimento não ocupa espaço e nem pode ser roubado, vivemos em uma época em que é fácil adquirir conhecimento, a maior prova disso é a Internet. Para completar, podemos parafrasear Sherlock Holmes, o famoso personagem de Sir Arthur Conan Doyle dizia que “o cérebro é um músculo, e como músculo deve ser exercitado”, uma colocação mais filosófica do que fisiológica, que mostra a importância de um treinamento e das regras que devem reger a mente.

“O silêncio é ouro, a palavra é prata”. Este ditado, como muitas outras analogias retratam que ouvir é melhor que falar, ou seja, antes de expor suas idéias, escute os outros. Isso gera empatia, melhora a comunicação e lhe dá o respaldo necessário para um melhor posicionamento em qualquer situação.

Por último e não menos importante, a inteligência emocional. Muitos definem como “controle das emoções”, mas outros definem por “controle das ações”, ou seja, controlar suas ações independente do que sente. Nos momentos em que falar e agir podem ser um erro fatal, saber se controlar pode valer muito.

Em resumo, um intelectual, aprende com constância, pratica alguma forma de disciplina mental, utiliza o que sabe, se controla física e intelectualmente e sabe ouvir. Portanto, quem estiver fora de alguma dessas regras é um pseudointelectual.  Este texto é resumido pelo seguinte motivo: pseudointelectuais têm preguiça de ler…

  • Calendário

    agosto 2017
    S T Q Q S S D
    « nov    
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031  
  • Ich bin