Um computador quântico


Para que um equipamento tão moderno?

Segundo os documentos revelados por Edward Snowden para o The Washington Post, a NSA estaria trabalhando na construção de um computador quântico. Diferente do que se poderia imaginar, os progressos possíveis com tal ferramenta e dos benefícios que poderiam ser criados para toda a humanidade. O projeto da NSA é apenas para quebrar senhas e entrar em qualquer sistema de segurança possívelmente criado pelo homem.

 O desenvolvimento desse projeto teria gasto o montante de 79,7 milhões de dolares em investimentos governamentais e seria realizado em lugares secretos com grandes salas conhecidas como celulas Farday, ambientes controlados e fechados com metal para evitar qualquer interferência externa. O nome do projeto é  Penetrating Hard Targets  (Penetrando Objetivos Difíceis).

Além da NSA, a comunidade europeia e a Suiça estariam atrás dessa tecnologia e estes teriam realizados grandes avanços nas últimas décadas. Contudo, os especialistas estão prevendo ainda que seriam necessários mais uma década para que seja obtido, apesar de parecer que em mais cinco anos possa já se ter algum resultado.

A diferença entre a computação tradicional e a quântica é que esta poderia violar qualquer sistema de segurança, usado para proteger segredos de estado , transações financeiras e informações médicas e de negócios. A computação tradicional é baseada em um sistema binário de zeros e uns, na computação quântica, os “bits quânticos” são zeros é uns simultaneamente. Para se realizar um processo na maneira tradicional, cada cálculo é feito, um de cada vez, enquanto na quântica podem ser bem mais rápidos.

O único inconveniente do novo sistema é que ele é extremamente frágil e delicado e pode ser obstruido pela mínima interferência.

Os especilistas e cientistas entrevistados pelo jornal norte-americano, são unânimes em afirma ser dificil para que a NSA consiga obter esta máquina antes da comunidade científica mundial, pois ainda se conhece pouco sobre essa tecnologia, como afirma o professor Scott Aaronson ( professor de engenharia elétrica e ciências da computação do MIT ).

Fonte: El País

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s