Um Atlas sonoro de Português!?


A idéia que vem do Panamá

Com o VI Congresso Internacional da Língua Espanhola começando no Panamá, que inclui até os Estados Unidos, foi realizada uma proposta interessante a vinte escritores de seu idioma para elegerem palavras autóctonas (interessante termo para palavras nativas, que tem origem e se utiliza no mesmo lugar em que reside), para formar o Atlas sonoro do Espanhol.

A iniciátiva do Atlas partiu do Jornal El País, como uma homenagem aos 200 especialistas participantes do Congresso e para tomar efeito, o texto da notícia se utiliza de alguns dos termos eleitos pelos escritores, no final do mesmo existe um vocabulário indicando o escritor, seu país de origem e uma explicação do significado do termo, como também os motivos de sua criação ou uso.

O idioma Espanhol é hoje falado por mais de 500 milhões de pessoas em todo mundo e se orgulha de ser compreendido em uma estimativa de 80%  de seus usuários, ou seja, mantém uma raiz firme apesar das variantes regionais e em vez de ser motivo de “conflitos”, para os hispánicos é motivo de orgulho seu idioma “patiperro”  (termo de origem chilena, que significa patas de “perro” (cão), que demonstra o caráter andarrilho de seu povo, sempre pronto a estar na estrada em busca de novos lugares e assimilar novas culturas), o motivo desse termo seria a geografia do Chile, preso entre o Oceano Pacífico e a Cordilheira dos Andes, com o crescimento demográfico isso causa uma necessidade de se migrar para outros territórios. Essa foi a contribuição do escritor chileno Antonio Skármeta.

Também será realizado o 1º Congresso Virtual de Espanhol, além dos especialistas convidados, eles terão a colaboração de milhares de internautas, dando suas contribuições para dar uma demonstração de como o Idioma tem se portado no ciberespaço. O convidado especial para iniciar as atividades será o Príncipe Felipe de Asturias e contará com outras personalidades como Ricardo Martinelli, Presidente do Panamá, Víctor García de la Concha, diretor do Instituto Cervantes,  José Manuel Blecua, diretor da Real Academia e a conferencia inaugural será feita pelo nobel Mario Vargas Llosa.

Para quem quizer dar uma melhor expiada, podem utilizar o link: http://cultura.elpais.com/cultura/2013/10/19/actualidad/1382202663_616376.html

Para visualizar a notícia completa e desfrutar do texto original, muito bem “costurado” com o uso de termos nativos e originais do Espanhol. Oxalá, tivéssemos esse mesmo tipo de iniciativa com o idioma Português, em vez de procurarem divergências e ficarem realizando imposições “unilaterais” que não resolvem absolutamente nada em termos de comunicação como a Reforma Ortográfica da Língua Portuguesa, oficializada em 2009.

“Andar por terras distantes e conversar com diversas pessoas torna os homens ponderados.” Miguel de Cervantes

Fonte: El Pais

Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s