Irrita você

Andar de coletivos na cidade de São Paulo

Antes de existir essa nova doença, o stress, antigamente quando algo te incomodava somente se chamava “irritação”, mas isso apenas indicava o efeito de raiva produzido em situação que “existem”, mas teoricamente, não deveriam existir. São frutos da falta de diversos fatores humanos essenciais, como educação, bom modos, planejamento e bom senso.

Alguns exemplos de situações típica e cotidianas, infelizmente:

Irrita você, andar de pé no ônibus, somente porque o ponto, no qual você sobe está no meio do itinerário e a maioria das pessoas vai descer um ponto antes do seu.

Irrita você, quando chega no seu ponto, você dá sinal e as cinco pessoas que estão na frente da porta não vão descer e não deixam passagem, mesmo que você peça licença

Irrita você, a velhinha que sobe e fica em pé do seu lado, só porque quer justamente o assento em que você está e o assento destinado a idosos está vago.

Irrita você, o rapaz que carrega até a “pia da cozinha” na mochila e esquece de a  tirar das costas e fica bem no meio do corredor atrapalhando todo mundo.

Irrita você, o ônibus que tem o “sinal de parada” quebrado e quando você aperta o botão, apenas pisca, se você tem fé no motorista, aperta apenas uma vez e se passa o ponto e grita para parar, o cobrador diz que, “o passageiro não apertou o botão e eles não adivinham” e a situação contrária, quando você fica apertando o botão ininterruptamente e o cobrador grita que “hei, não tem interruptor em casa”. Em todos os casos, o passageiro é quem está errado.

Irrita você, entrar num ônibos lotado, que aqui em São Paulo é pleonasmo, pois achar “ônibus vázio” é sinal de muita sorte. Você tentar passar a roleta mas todo mundo se concentra na primeira porta de saída e a segunda porta que fica atráz está vazia e você passa do seu ponto.

Irrita você, e muito, alguém escutando funk num volume alto e compartilhando com todos, aqueles “eufemismos” ao contrário, e na outra mão, o infeliz, carrega um fone de ouvido.

Se você vive outras situações em coletivos que o irritam, nos envia sua história, para mostrarmos aqui.