Somos vítimas da geografia

A ditadura Britânica na Projeção de Mercator

Um dos piores exemplos da influência britânica na cultura ocidental, na verdade, nas ciências, em especial na geografia, é a projeção de Mercator. Pois caso o globo terrestre fosse representado em suas devidas proporções, as ilhas Britânicas seriam ínfimos pontos, fato este que não corresponde a pomposidade inglesa nem ao tamanho de seu ego.

Portanto se convencionou utilizarem, os cartógrafos, a projeção de Mercator, na qual, a hora mundial se inicia pelo Meridiano de Greenwich, coincidentemente, Inglaterra de novo. Mas uma gritante prova de que ele não corresponde a verdade, é a ilha da Groenlândia, que pertence a Dinamarca e se encontra no lado leste da América do Norte.

Ao olharmos a projeção de mercator, é visível o tamanho bastante parecido com o do Brasil:

Mas vale lembrar que o Brasil é apenas 4 vezes maior que a Groenlândia:

Vejam essa tabela comparativa, com valores aproximados:

Brasil               8.514.876 Km²

Nordeste +    1.558.196 Km²

Sudeste              924.511 Km²

Parcial =        2.482.707 Km²

Groenlândia  2.166.086 Km²

Ou seja, as regiões Nordeste e Sudeste juntas são maiores que toda a Groenlândia e mesmo que seja um problema de golpe de vista, jamais a ilha da Groenlândia corresponderia ao nosso território nacional.

Infelizmente, os ditos “especialistas” que se enveredam em disputas ideológicas não lutam pela nossa nação.

Desculpem me, caros leitores, por ser tão inciso e curto em explicações nesse texto, mas a maioria das pessoas a quem apresentei tal fato, não me pareceram dar a mínima para tal assunto, afinal, quem usa mapas? Cartógrafos e marinheiros e não é em toda esquina que você encontra o Popeye. E termos a nação reduzida em um mapa que é utilizado em todo o mundo, não é o que reduz a nossa importância perante o Globo terrestre.

Nós reduzimos o valor do Brasil perante o Globo quando nada falamos a respeito, quando deixamos estrangeiros entrarem aqui e falarem como devemos agir, o que comer, que programas assistir e que roupas vestir. Enquanto deixarem outros pensarem por você, sua opinião de nada valerá, será apenas mais um inconformado e vítima de um sistema que você mesmo deixou te controlar.

Nada é por acaso

Somos escravos de nossos hábitos, tenhamos bons hábitos

O cientistas insistem em dizer que o ser humano se apaixona devido a hormônios e que um encontro com outra pessoa seria um apenas um catalizador de uma reação química que provoca uma explosão de sensações e por final, um encontro amoroso.

Mas para um artista, o cenário é muito mais complexo, uma escolha de um determinado trem, o abrir de uma porta, o sair mais cedo do trabalho, ou seja, fatores e variáveis que sozinhas não dariam impacto em sua vida, mas que somados a outros pequenos fatores, juntos dão incríveis resultados.

Quem sabe o que irá acontecer a ele, amanhã, hoje a tarde ou daqui a cinco minutos, você pode virar uma esquina e encontrar o amor da sua vida. Tudo pode mudar em uma única partida, como um jogo de cartas marcadas. Por isso o lema, “somos escravos de nossos hábitos, tenhamos bons hábitos”, seria uma maneira de amenizar tais efeitos, apesar da intensidade do que pode ocorrer.

As pessoas tidas como “realistas”, na maioria das vezes são simplesmente “pessimistas”, os otimistas vivem no mundo da lua e a vida. Como fica? Tão complexa e maravilhosa, não para de dar demonstrações de ligações misteriosas, fatos matematicamente impossíveis e situações inimagináveis que não seriam aceitas, se não fossem a pura verdade.

Que chances, um médico popular na Inglaterra teria de se tornar ditador em um país árabe, foi essa a história do controvertido Bashar Al Assadi, presidente da Síria, que atualmente enfrenta a sua pior crise. O mesmo pode se dizer de um médico argentino, que adorava viajar e conhecer povos diferentes, acabou libertando um povo de uma ditadura e foi caçado até a morte, a vida de Ernesto ” Che” Guevara. Apesar de sermos milhões no mundo, como certas pessoas são atraídas para determinadas situações.

Uma criança é sequestrada com 14 anos, ele foge e promete se vingar, fato que cumpre anos mais tarde, não se é provado que tal situação ajudou a moldar a sua personalidade, mas o que se sabe é que tudo o que prometia, ele cumpria, como atravessar um rio e quebrar uma lei antiga. Nenhuma legião romana poderia atravessar o Rubião, limite ao norte de Roma, o qual nenhum general romano poderia atravessar com suas tropas. Feito isso, entrou para a história como o Conquistador, Júlio Cesar.

Um rapaz que monta uma empresa na garagem da casa dos seus país, que chances tem de subir na vida? Muitos, diriam, nenhuma, mas não é o que conta a biografia de Steve Jobs. Casos de acidentes que dão certo, como a invenção do telefone. Graham Bell queria construir um aparelho para pessoas com surdez ou a Coca-Cola, criada inicialmente como medicamento, um tônico cerebral.

A própria Internet, aonde você pode encontrar tudo isso e muito mais, não existiria se não fosse uma série de “acidentes” e o empenho de pessoas que com objetivos distintos, acabaram criando um bem em comum. O exército entrou com a logística, as faculdades, com o compartilhamento de informações e comunicação científica e os cientistas com as ferramentas técnicas e muita teoria.

Agora, a Internet é hoje, fruto da ação de cada um de nós, as redes sociais não teriam seu sucesso sem a presença humana de seus usuários. Apesar da censura, dos grupos econômicos e dos governos, nós somos os responsáveis pelo destino de toda a humanidade!

Apesar do horário, você vai ficar no escuro!

Aonde está a economia prometida?

Como nós dissemos em matéria anterior, “Horário de verão, economia ou transtorno?”, apesar da população ser obrigada a  mudar seus hábitos, como dormir, fazer suas refeições ou ir ao trabalho, ela não recebe nenhum retorno do tal “Horário de Verão” a ainda por cima, tem de sofrer com os apagões. Que como dissemos, não estão afastados, apesar dessa “taxativa” medida.

Se você esquece uma lâmpada acesa ou fica mais tempo assistindo TV, obrigatoriamente terá de arcar com uma maior despesa em sua conta de luz. Agora, se a empresa que lhe fornece essa energia, por qualquer problema que seja, para de fornecer energia, você não receberá nenhum desconto pelo transtorno causado.

Quando é que a população será tratada com o respeito que merece? Os políticos acreditam que o povo, sendo pacífico, irá continuar sofrendo em silêncio e quando começa uma revolução, essas são causadas por pessoas ingratas que não enxergam as dádivas oferecidas pelos nossos governantes.

Medidas econômicas criadas por engenheiros, servem para máquinas, pois máquinas não pensam e não se adaptam, o ser humano é muito melhor que isso. Pensamento simplista esse, de que apenas você chega mais cedo ou saí mais cedo e faz todo o resto da mesma maneira. As pessoas mudam seus hábitos para se adaptar, trocam o banho pela janta, assistem TV um pouco mais. Tudo para seu organismo se alinhar ao “relógio biológico” que é o responsável pela fome, pelo sono. Não existe governo que possa abolir a “lei da gravidade” e muito menos, definir a que horas, você terá fome!